Formatos de salas de treinamento e sua eficácia

tendencias-data-center-seguranca-da-informacao-7527
DATA CENTER: Algumas tendências 2018
8 de novembro de 2017
sharing-economy-consumo-compartilhado
SHARING ECONOMY, consumo compartilhado
21 de março de 2018

Formatos de salas de treinamento e sua eficácia

formato-salas-de-treinamento-capacitação-9876

Programas de treinamento e capacitação são essenciais para que empresas se mantenham competitivas. Isso significa, de uma forma geral, que o investimento realizado para o aprimoramento das habilidades dos colaboradores traz resultados como a melhoria contínua na execução de processos e rotinas – além de ser uma poderosa ferramenta para disseminação da cultura corporativa, bem como elevar a produtividade, a motivação e o engajamento. Toda a estrutura e o formato de salas de treinamento deve ser considerado também.

É preciso levar em conta uma série de fatores para garantir que essas iniciativas sejam tão eficazes quanto se espera, e um desses aspectos é, justamente, o modelo de organização que será utilizado na sala de treinamento. É importante que o formato da sala esteja alinhado com os objetivos do treinamento, e é por isso que que existem vários estilos nesse sentido. Os principais, porém, são auditório, escolar, espinha de peixe, em “u”, reunião e banquete.   

 

Formato Auditório, Formato Escolar, Formato U, Formato Espinha de Peixe – Para cada treinamento, um formato diferente

Assim, caso a estrutura do treinamento exija que os participantes interajam entre si, o modelo auditório definitivamente não será uma boa opção porque é composto por cadeiras, sem mesas, voltadas ao local em que instrutor se posicionará. Já o formato escolar, que consiste em cadeiras e mesas enfileiradas diante do instrutor, é a melhor alternativa para que os participantes tenham condições de utilizar laptops ou blocos de anotações.

Espinha de peixe é o nome que se dá à disposição na qual as mesas e as cadeiras estão em ângulo em relação ao corredor central, para que os participantes possam ver e interagir uns com os outros.  Quando o programa de treinamento tiver como objetivo promover o debate entre seus participantes, o formato em u é um dos mais adequados, porque facilita diálogos e discussões – assim como o modelo reunião, que é realizado ao redor de uma mesa.

E há, ainda, a modalidade denominada banquete, cuja utilização de mesas redondas é apropriada e bastante útil em ocasiões nas quais jantares estejam previstos na programação de encerramento.  Cada estilo de sala de treinamento, portanto, atenderá a um propósito específico do programa de treinamento, e deixar de levar isso em conta certamente fará com que a iniciativa não atinja seus objetivos de forma plena.

 

O segredo da capacitação de pessoas está no planejamento

Estratégias de treinamento e capacitação devem ser estruturadas sobre um planejamento minucioso, que contemple todas as possibilidades para que os participantes possam extrair o máximo de conhecimento e levá-lo para o dia a dia da empresa.  Deixar de levar em conta o tipo de ambiente, ou mesmo a forma como os lugares que os colaboradores ocuparão serão posicionados, significa pouco ou nenhum cuidado com a eficácia da iniciativa.

E é exatamente por isso que a OpenSpace disponibiliza espaços com toda a infraestrutura necessária para que programas de treinamento e capacitação produzam os resultados esperados. Equipamentos próprios e atualizados, diversos tamanhos de sala, equipes de suporte, internet e telefonia em localizações privilegiadas e de fácil acesso em São Paulo, Santos e no Rio de Janeiro. E o melhor: pelo sistema pay-per-use, ou seja, o pagamento é realizado de acordo com a utilização do espaço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *