Built-to-Suit: o espaço de trabalho perfeito mais perto do que se imagina

ospace-economia-compartilhada-sharing-economy-amazon
A Amazon e as bases para a sharing economy
28 de maio de 2018

Built-to-Suit: o espaço de trabalho perfeito mais perto do que se imagina

built to suit

Estruturar um novo escritório sempre esbarra em inúmeras dificuldades, entre elas a exigência de altos investimentos em curto espaço de tempo, o alto overhead, ou seja o quanto você mobiliza de pessoas e tempos para executar e as intempéries – prazo e budget que nunca ficam dentro do que se imagina. Por isso, vem crescendo a modalidade Built-to-Suit.

Antes associado à construção de grandes headquarters de megacorporações sob encomenda, o Built to Suit também se adaptou para atender empresas que querem adaptar, adequar alguns andares ou uma nova laje ou uma meia laje de um prédio de escritório, por exemplo. O Built-to-Suit oferece a melhor resposta para empresas que precisam de um local totalmente ajustado à sua necessidade, sem qualquer tipo de preocupação com a gestão das operações de escritório, para que possam se dedicar ao core business de sua área de atuação.

A frase “tempo é dinheiro” nunca foi tão verdadeira como nos dias de hoje. Para manter a competitividade, empresas e organizações precisam se concentrar integralmente em seus negócios, ainda que demandas recorrentes – e imprescindíveis – surjam aqui e ali. Uma delas (talvez a primeira que venha à mente na maioria das situações) é o estabelecimento do espaço corporativo – algo que, certamente, consiste em um verdadeiro pesadelo para a organização.

E é claro que tal questão apresenta desafios gigantescos como investimentos gigantescos (cuja aprovação sempre apresenta alguma dificuldade), overhead extra que consome um tempo considerável – além de exigir a atenção do departamento financeiro e de executivos que poderiam empregar seus esforços no core business da companhia – e, claro, os (previsíveis) imprevistos que sempre assolam uma obra (prazos e budget estourado, por exemplo).

O Built-to-Suit transforma (total ou parcialmente) o CAPEX em OPEX porque disponibiliza locais adequados às demandas de ambiente – além de infraestrutura por meio de flexibilidade de layouts, formatos customizados e elasticidade caso o projeto aumente ou diminua. Investimentos pesados para aquisição e manutenção de espaços e infraestrutura não são necessários, tampouco preocupações com a gestão das operações de escritório. Ou seja, é possível dispor de um moderno ambiente de trabalho, dedicado e totalmente customizado para atender às necessidades das empresas.

A empresa que atua nesse modelo faz a prospecção do espaço que será alugado, e também cuida do projeto e da adaptação e/ou reforma do espaço em que sua organização se instalará – porteira fechada. Também se responsabiliza pelos serviços de facilities e gestão de escritório – e tudo isso por meio de um único contrato. A maior vantagem talvez seja a previsibilidade de custos para os próximos 3, 4 ou 5 anos. Além, claro de eliminar toda a dor de cabeça de buscar espaço, adequá0lo e gerenciar obras e serviços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *